O Shojo Mangá e o amor sem fronteiras

domingo, 2 de dezembro de 2012

Olá amigos;
Esse post será uma versão extendida de um que fiz no Venus Beauty tips sobre um glossário japonês/inglês de termos de mangá,mas algumas pessoas me pediram para reescrevê-lo em português.Aviso desde já que não será uma versão literal,mas uma adaptação maior e mais bem ilustrada focada no Shojo Mangá.
Quando falei com meus colegas,houve certa polêmica,pois explico sobre os subgêneros Yaoi e Yuri,que fala do amor entre homossexuais.Do mesmo jeito que houveram interessados em ler o texto em português,houve quem criticou por ser um tema "arriscado e pesado para se comentar em um blog de Moda".Bem,discordo.
O Shojo mangá é um estilo romântico por natureza e creio que é uma questão até de amor ao próximo,não importando gênero,amor é subjetivo e eu sentiria como preconceito me negar a falar sobre isso,já que não há nenhuma forma de pornografia envolvida,pelo contrário!Há cenas de tirar lágrimas dos olhos,tamanha carga emocional,e se você se despir de preconceitos e se deixar contagiar pelo espírito natalino,vai ver que pode estar perdendo histórias lindas por causa de rótulos.Abra seu coração,dispa-se de preconceitos e veja como o mundo pode ser melhor quando aceitamos o outro como um semelhante,esse é o verdadeiro amor,aquele que não quer nada em troca!
O mercado japonês é segmentado por gênero e idade,tendo revistas e autores específicos para cada estilo.Eles são:
Shonen Mangá:destinado a meninos adolescentes,normalmente sobre lutas e aventuras.
Shojo mangá:destinado a meninas adolescentes,sobre cotidiano,aventuras mágicas e principalmente o Romance.
Aosen:destinado aos leitores adultos,com temas mais realistas.
Gag ou Yon-koma,histórias humorísticas.
Gekiká:hist´rias e imagens fortes ,com alto teor dramático.
Jidaimono:conteúdo histórico,com temas reais sobre o Japão.
Kodomo:histórias para crianças abaixo dos seis anos de idade.
Lolikon:o complexo de lolita,fazendo alusão à obra Lolita de Vladimir Nabukov,normalmente voltada ao público masculino adulto.
Majokko:as magical girls do shojo,isto é,as garotas super poderosas.
Sarariman:histórias voltadas para trabalhadores de escritório.
Seinen:histórias voltadas ao público adulto masculino que podem ou não ter conteúdo erótico.
Shonen Ai:"amor entre garotos",histórias com conteúdo homossexual que envolvem sexo.
Yarui:o mesmo que o ítem anterior,só que com mulheres.
*Yaoi:Contração de "yama nashi,ochi nashi,imi nashi",ou seja,histórias de temática homossexual mas em um nível mais psicológico do que carnal.
*Yuri:o mesmo que Yaoi,mas com garotas.
É sobre esse estilo que vou falar,do amor etério e romântico,sem preconceitos para ser feliz.
A sociedade japonesa é muito séria e disciplinada,e quando os jovens chegam na idade de arrumar um amor,falta certa informação e há certa vergonha em se aproximar do sexo oposto.Então,o mercado de mangás,explorando psicológicamente a relação entre mulheres ou homens tira certas dúvidas e os deixa mais confiantes em como agir.Aqui vão alguns exemplos(ilustrados) de algumas histórias Yaoi e Yuri para que você possa entender do que estou falando:


Zetsuai 1989/Bronze de Minami Ozaki:Literalmente "amor desesperado",é o romance entre Kooji Nanjou,um cantor de Rock que se apaixona por uma "garota" num campo de futebol,que ele descobre ser Izumi Takuto,um rapaz com sérios traumas familiares.A história é sobre as idas e vindas da dupla,tendo acabado em 1991,mas continuado á partir de 1992 com o nome Bronze.
Yuro Yuri de Namori é uma comédia estudantil sobre o relacionamento entre várias garotas,como eleas se sentem,como agem sobre isso,mas tudo com muita leveza e humor,de modo que muitas vezes nem parece um yuri.
The Sword of Paros,de Yumiko Igarashi,a mesma autora de Candy Candy mostra as relações na Grécia antiga,envolvendo certos tabus da sociedade,como os cross-dressing e como os guerreiros se relacionavam entre si,mas tudo com a delicadeza que só Yumiko pode ter.
Hate to love you de Makoto Tateno é a luta de um dos garotos em ter se apaixonado por "aquele imbecil",mas mesmo assim continuar gostando dele.Um belo yaoi bem psicológico,meio dramático,mas muito bem desenhado.
Strawberry Panic! de Sakuraku Kimino conta a história de Aoi Nagisa e Shizuma Hanazono e a relação entre as garotas de três escolas filiadas,Miator,Spica e Lilim.Infelizmente,foi cancelado pela autora sem motivos aparentes.
Gravitation de Maki Murakami conta a história de Suichi,que tem uma banda de Rock e tem dificuldade em escrever uma letra.Quando consegue,o papel cai de seu bolso e um homem o critica duramente,mas não consegue ficar longe dele.É uma história Yaoi com um suti toque de Shonen Ai.
Sailor Moon de Naoko Takeuchi:a história em geral é Shojo mangá de temática Majokko,mas a sub-trama do relacionamento de Haruka Tenoh (Sailor Urano) e Michiru Kaioh (Sailor Netuno) pode ser considerado Yuri,já que raramente você vê demostrações de carinho entre elas,mas dá pra perceper que elas tem um relacionamento mais íntimo e próximo do que a própria Serena/Usagi Tsukino,a Sailor Moon e Darien/Mamoru Chiba,o Tuxedo Mask.Elas já protagonizaram cenas de sacrifício de uma carga dramática extrema,como a que vou encartar agora e espero que gostem.
Até a postagem que vem e meu presente mais do que especial de Natal!
















1 comentários:

9dadesasolta disse...

Antes eu não curtia muito a cultura oriental. Depois que fiz amizade com uma garota da minha faculdade que fazia cosplay, eu comecei a gostar mais e viciei em algumas coisas hahah Se vc conhecesse ela acho que também ia gostar xD

Estou com um projeto no blog com desenhos, e como vc manja acho que vc vai curtir!

http://9dadesasolta.wordpress.com/2012/12/10/projeto-blogueiras-desenhos-tematicos/

Ana Luísa :)