Pink Rock-toda a força das bandas femininas

domingo, 17 de junho de 2012

Olá amigos,tudo bem?
Gostaram do novo template?Como ele é totalmente diferente do anterior,me disseram que houve certos problemas na barra de tradução e seguidores,mas já estão resolvidos.
As meninas do banner me trouxeram à mente o quanto seria legal ter uma banda feminina(uma amiga minha está quase me convencendo a cantar e tocar baixo),então nada melhor do que lembrar das divas do passado e presente pra inspirar o futuro,de várias nacionalidades,mas um padrão:graça,beleza e MUITA atitude.
Welcome to Pink Rock,ladies!
Como falar de bandas femininas sem citar The Runaways?O filme as imortalizou,mas o talento de cada integrante,especialmente da punk Joan Jett e da Guitar Hero Lita Ford expressam bem o retrato da juventude revolucionária que viveu os anos 70/80 como nenhuma outra,fez,aconteceu e ainda abriu espaço para o movimento Riot Girls.Certamente,"Cherry bomb" não vai sair da sua cabeça tão já!
O termo "Aloka",que é tão usado hoje,parece ter sido feito sob medida para a banda "The Slits".Tudo que cantoras como Lady Gaga ou Madonna fazem hoje de rebelde,já era feito por elas há 30 anos atrás,e essas palavras não são minhas,mas do seu empresário,que afirmou que se elas não fossem tão verdadeiras nesse quesito,talvéz tivessem tido maior reconhecimento da mídia.O recém lançado filme "Rock ages" mostra bem isso,só que numa linguagem mais Glee.Vale muito a pena assistir,MESMO!
 A banda "The Bangles" talvéz tenha sido a mais famosa dos anos 80,pelo menosdentre aquelas com som mais voltado para o pop/rock.Além de compor e interpretar,seu visual era bem característico,já que maquiagem,cabelos esvoaçantes e acessórios grandes eram uma constante no DNA da banda.
Seu maior hit "Walk like an egyptian" é divertido,dançante e cheio de atitude.
A imprensa adora criar polêmicas quando as bandas fazem um som parecido,e com o sucesso das Bangles,já trataram de criar uma rivalidade com as Go-go´s(acima).Elas também fazim um pop/rock autoral,mas seus temas eram mais suaves e as melodias mais "românticas",por assim dizer.Não que fosse um melodrama mexicano,apenas mais doce.Seu apelo visual era forte,mas ao contrário das Bangles,não havia um estilo único da banda toda.Elas brincavam com o masculino e feminino,misturando alfaiataria com acessórios ou saias de tule negro e munhequeiras.
Agora,vamos falar da mulherada "pegando no pesado".Nos anos 70/80,a banda de Metal(conceito que era meio novo na época)mais pesada era o Motorhead.Eles eram ágeis,pesados,marrentos e parecia impossível que um grupo feminino pudesse acomapnhar esse ritmo.Impossível pra quem não conhecia o Girlschool!
Se você busca por uma banda pesada e essencialmente feminina,compre qualquer disco delas!Atitude e estilo não faltam à essas inglesas até hoje(a banda ainda está na ativa).
Voltando para a atualidade,há uma banda relativamente nova com a mesma pegada do Girlschool,apadrinhada pelo Motorhead,essencialmente feminina:o Crucified Barbara!Essas suecas trazem o peso do Metal nórdico sem perder o charme de serem mulheres,mas tocando e compondo com a mesma competência de qualquer marmanjo-e muitas vezes,até tocando melhor e mais rápido!
Escute seu primeiro single "Loosing the game".
Não posso falar da Suécia sem falar da Finlândia,e o meu último achado suomi foi a banda Indica,que faz um pop/rock com apelo folk nórdico cantado em finlandês,o que é um belo diferencial,já que poucas bandas assumem sua língua-mãe desse jeito,principalmente quando é um idioma difícil para extrangeiros.
Além de serem lindas e super estilosas,seus discos são feitos com um cuidado e carinho que até as fotos dão vontade de ter uma cópia física.Pesquisem que vale muito a pena!
Já falei de bandas nórdicas,agora vou falar de uma brasileira.O Lipstick já existe há mais de uma década,mas só agora está tendo o devido reconhecimento nas tvs especializadas e fazendo shows ao redor do Brasil,quissá do mundo futuramente.Além de lindas e competentes,são estilosas da cabeça aos pés,sempre antenadas na moda mas sem perder o estilo próprio.A Brasil agora tem representantes a altura!
E é com elas que encerro esse post,mostrando que sim,apóio as bandas nacionais e não tenho preconceito,apenas padrão de qualidade.E isso todas elas tem de sobra!
Beijos,até a semana que vem!!!


1 comentários:

Moda de Subculturas disse...

Adorei o novo template! Se os cometários fossem em janela pop up ia ser bem mais prático pra comentar porque não precisa esperar abrir outra página, mas enfim, vamos às bandas feminias! o/

Eu sou muito fã de bandas femininas/vocal feminino, tanto que no Diva Alternativa vivo postando sobre =D
Ah... também queria uma banda feminina pra mim haha!!
Ótimas histórias e recomendações, adorei o post!