O legado do "Rei do Pop"

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Olá leitores,sejam todos bem vindos novamente!
Nesse sábado,dia 25,não se falava em outra coisa além dos dois anos que o grande ídolo da música pop,Michael Jackson nos deixou,de uma maneira tão dolorosa e inesperada,e nada melhor do que relembrar os grandes momentos de sua gloriosa e extensa carreira para matar a saudade desse ícone que já se tornou um imortal no universo da música.
Michael Joseph Jackson nasceu em 28 de agosto de 1958 em Gary,e desde muito novo(apenas 5 anos de idade),já demonstrava grande habilidade como showman,cantando e dançando com grande habilidade.Aos 11 anos,já tinha se tornado o vocal líder do grupo Jackson 5,junto á outros quatro irmãos.A grande fada madrinha de sua carreira foi a eterna diva da Soul music,Diana Ross,que os colocou no cast da mítica gravadora Motown,que trabalhava essencialmente com black music e criou seus alicerces básicos que o sustentam até hoje.
O auge dos Jackson 5 foi em meados dos anos 60 e começo dos anos 70.O grupo era uma verdadeira febre entre os adolescentes,e mesmo naquela época,já contavam com vários ítens de consumo(além dos álbuns,claro),tendo sido a primeira banda a ter sua própria série de desenho animado,dublada pelos próprios integrantes!Comercialmente era tudo muito bom e lucrativo,mas a excessiva exposição na mídia roubou a infância de Michael,tendo deixado fortes lacunas emocionais na sua vida adulta.Infelizmente,nem tudo é perfeito...
Em 1979,Michael decidiu sair em carreira solo e lançou o excelente "Off the wall",que contava com o megahit "Don´t stop(till´you get enough)" e deu início á uma parceria com o produtor Quincy Jones.Mas foi em 1984,que o grande astro teen se converteu em "Rei do Pop" com o disco "Thriller".À partir daí,sua carreira se tornou monumental,recheada de grandes shows,parcerias estelares,videoclipes monumentais.Junto à Madonna,formaram a eterna realeza do Pop,dividindo a história da música essencialmente pop em antes e depois deles.
Outra característica marcante de suas performances era sua insuperável técnica de dança.Ele cantava e dançava ao mesmo tempo(mostrando ter um fôlego incrível),sempre em harmonia com os músicos de base,mas nunca deixando o balé de apoio de lado.Além de ter inventado o passo mais inventado de todos os tempos,o "Moonwalk",em meados dos anos 80,criou botas anti-gravidade(que podem ser vistar no vídeos de "Smooth Criminal"),onde ele e os dançarinos conseguiam se "jogar" para a frente e voltar onde estavam,formando 30° com a normal,algo impossível sem um aparato desses.Isso prova que além de artista,ele entendia bastante de física!
Quem acha que Michael nunca se influenciou por moda está completamente enganado.Era um cuidado que ele tinha,tanto para performances ao vivo com em videoclipes,caprichar nos figurinos.Ele adorava os casacos trabalhados acompanhados de um bom chapéu ou os ternos bem cortados de caimento perfeito.Peças como o casado usado em "Thriller",as luvas da turnê de "Dangerous" ou o conjunto bordado em cristais de "Don´t stop",hoje são peças de valor inestimável,visto a importância que tiveram na história da música.
Michael sempre foi um cara visionário.Ainda nos anos 80,foi um dos poucos artistas a ter um filme musical baseado em sua obra,o "Moonwalker",que visitava os grandes hits de sua carreira solo até 1986,mas também explorava seu talento como ator.Já no ano passado,quando ainda havia pouco mais de um ano que ele havia nos deixado,foi lançado um jogo para Wii onde você é desafiado a tentar fazer aquelas coreografias quase impossíveis(mesmo que de uma maneira mais simples) e poder testar como era ser MJ por algumas horas.Com certeza,ele estava certo ao apostar na multimídia,afinal,a nova tendência de entretenimento é justamente essa,poder experimentar,vivenciar a Arte.
A voz de Michael sempre foi um destaque,não apenas em seus show,mas também quanto sua pessoa.Quando criança,era considerado um sopranino(criança qua alcança notas muito altas como uma soprano),ao se tornar adulto,se transformou em um tenor Fach,com um impressionante alcance de 4 oitavas,alcançando certas notas que poucos tenores podem se gabar.Confiram seu sopranino em "Ben" e suas habilidades de tenor em "Leave me alone".
Da última vez que falei de Michael,coloquei meu clipe favorito "Remember the time",que mostra os reis do Egito e a participação de Eddie Murphy.Dessa vez,colocarei Smooth Criminal,onde aparece sua invenção,as botas anti-gravidade em ação.Relembre e me digam se gostaram!
Até logo,e que seu espírito finalmente encontre a Paz.

4 comentários:

Sixx disse...

God caprixou quando fez Michael...
Vale a nota, não são muitos os rockers que dão valor pro cara, mas ele foi e sempre será o maior artista do pop, referência da época e inspiração pra qualquer um.
Amei a matéria
^^

Carolina Hermanas disse...

Heei,eu não sou da época do MJ, mas eu acho as letras dele tãaaao lindas *_*.Verdadeiras,sinceras e tudo o mais <3
As batidas,o jeito que ele dançava;OMG.Ele merece ser leeeembrado não só todos os anos, e sim em cada segundo *_*

-
Fiquei feliz que tenha gostado do meu blog de música *_*
Heeeei,sua voz é linda,eu gostei muito :D Tu tem alguma banda,ou algo assim?
E eu não canto.HAUAHUAHAUA.Quem dera se minha voz fosse da Miley Cyrus; a minha é mais,hã,nada.HAHAHAHAH.totalmente desafinada *_*

Vicky Doretto disse...

Acho que nunca mais teremos alguém tão bom quanto Michael foi em tantos aspectos... as letras dele foram, com certeza, coisas maravilhosas.

BJão =^.^=
hehe, eu sumi de novo, né? >.<

Pah disse...

Oii

O Michael arrasa, não sou dessa época mas gosto das musicas dele, ao ouvi-las não tem como não se envolver com o som!

Bju

Livros & Fuxicos